Organize seus projetos mais facilmente

Organizar projetos é, quase sempre, uma tarefa trabalhosa. É preciso ordenar as tarefas de forma clara e objetiva, saber quem irá executá-las e, principalmente, mensurar quanto tempo levará cada uma dessas tarefas. Isso não é fácil, mas separamos algumas dicas para ajudar você na conclusão do seu novo (ou não tão novo assim) projeto.

 

Como organizar seus projetos

1. Particione seu projeto

Pegue seu projeto e quebre-o em dez passos. Cada passo terá valor 0.1. Ao fim desses passos, seu projeto estará completo – para cada ideia adicional, somente deixe seu projeto apto para recebê-la. Mas não a implemente, senão a cada ideia não prevista e implantada, toda organização terá de ser refeita.

 

2. Conheça suas tarefas

Pegue um papel e caneta (sim, vamos começar com papel e caneta) e comece a levantar tudo o que você tem para fazer. Ao lado ou embaixo de cada tarefa, marque também as dependências – ou seja, se não depende só de você, marque quem irá ajudar ou executar a tarefa.

 

3. Dê uma data ideal e limite para suas tarefas

Quanto tempo suas tarefas vão demorar? coloque uma data justa para o término – mas junto, caso não dê para cumprir, estabeleça um limite (10/02/2014, mas no máximo até 15/02/2014).

 

4. Use melhor a tecnologia que você tem nas mãos

Hoje, com a facilidade na palma das nossas mãos, estamos subestimando a tecnologia e utilizando como desculpa a falta de algum aparelho top de linha. Porém, mesmo em um celular com Android 2.2 você pode instalar um organizador de tarefas: o Google Agenda tem essa funcionalidade e você nem precisa ficar se matando nas letras minúsculas do celular: pela própria web é possível cadastrar as tarefas e deixá-las disponíveis no aparelho. Aí fica fácil pegar o resultado dos passos 1, 2 e 3 e colocar na agenda do celular.

 

5. Versione seu projeto com GIT, SVN…

Não é porque você vai trabalhar sozinho que não precisa versionar seu projeto (se for trabalhar com mais uma ou duas pessoas, esse recurso é quase que obrigatório para garantir o sucesso do seu trabalho). A ideia do versionamento é também ter uma cópia de segurança fora do seu PC e, principalmente, saber como e quando cada linha foi modificada. Com isso, você consegue também medir sua produtividade. Existem vários serviços de versionamento gratuitos, como o Github e o Springloops, cada um com suas limitações para contas gratuitas (mas ambos são ótimos).

 

6. Não existe projeto perfeito

Se você já determinou o início e o fim do seu projeto e depois teve uma ideia de melhoria, não a descarte: anote para uma versão “1.2″ ou posterior. Dessa forma você dá continuidade ao trabalho e, após o término, organiza as atualizações.

 

E você, tem alguma boa dica para compartilhar conosco? Então deixe aí nos comentários! ;)

3 Comentários

  1. Nossa, achei maravilhoso. É isso. Mas tem algumas coisas que você colocou que fogem ao meu atendimento porque não sou uma das melhores em tecnologia.



  2. Muito bom, Robson! O importante também, quando ter uma ideia, nunca deixar de anotar. Confiar na cabeça para lembrar é muito perigoso.



    • Robson Miranda

      Sim sim, Hugo, muito fácil nossa cabeça falhar, por isso descrevi no passo 6, pra sempre que tiver uma ideia anotar e colocar pra uma nova versão… Por que se incorporar novas ideias assim que ela vem a mente, o projeto nunca sai do papel ou da versão beta ^^…
      Valeu Hugo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Voltar

Recent Activity