Automobilismo virtual – Parte 2: o presente

Olá, pessoal! Primeiramente peço desculpas pela demora na publicação da parte 2… a pesquisa foi bem grande, mas enfim o dia chegou! Desta vez, vou abordar os simuladores que estão sendo jogados no mundo atualmente e que estão cada vez mais caindo nas graças dos brasileiros que gostam de automobilismo. Apertem os cintos que a corrida vai começar! =]

rFactor (2007)

O rFactor é um dos simuladores mais conhecidos e queridos do pessoal do AV (Automobilismo Virtual). Além de ser um bom simulador e oferecer uma plataforma multiplayer bem interessante, o rFactor recebeu uma incontável quantidade de carros e pistas que foram sendo adicionadas a ele pelos próprios pilotos e grupos, que se especializaram em fazer esse tipo de conteúdo. Para facilitar a vida dos marinheiros de primeira viagem, foi até criado um site que centralizou essa produção toda num só lugar, o rfactorcentral.com. Para vocês terem uma ideia do tamanho da brincadeira, são APENAS:

  • 392 modelos de carros diferentes
  • 1198 pistas diferentes

Bons números, né? E tudo isso pode ser baixado totalmente “di grátis”. Todos vêm com instruções bem fáceis de instalação (em inglês, mas que qualquer usuário que tenha alguma experiência com WinRAR ou WinZip não passará vergonha).

Abaixo, assistam ao gameplay comparativo entre uma volta real de Michael Schumacher em Nürburgring e a mesma volta no rFactor, só para vocês terem uma noção de como é o simulador:

 

GTR2 (2006)

Vocês devem estar se perguntando, “mas por que ele falou primeiro do simulador de 2007 e não do de 2006?”. A resposta é simples: o conteúdo licenciado. No rFactor original, não há nenhum conteúdo oficial – tudo foi praticamente feito (e muito bem feito, aliás) pela comunidade que é fã do simulador, e não propriamente pelo desenvolvedor do game. Por esse motivo, não passaram pela aprovação das montadoras.

O GTR2 foi o primeiro simulador de grande porte que tive contato. Digo de grande porte pois ele vem com bastante conteúdo licenciado e com certeza traz muita nostalgia a todos que tiveram contato com ele. Sem sombra de dúvida, alegrou muitos e muitos fãs ao redor do planeta durante bons anos.

Além de ser um simulador com uma física bem impressionante – melhor que a física do rFactor em minha opinião –, ele vem com alguns dos carros considerados grandes deuses do automobilismo. Olhem só essa lista!

  • BMW M3 GTR
  • BMW Z3 M
  • Chevrolet Corvette C5-R
  • Chrysler Viper GTS-R
  • Ferrari 360 Modena
  • Ferrari 550 Maranello
  • Ferrari 575 Maranello
  • Gillet Vertigo Streiff
  • Lamborghini Murcielago R-GT
  • Lister Storm
  • Lotus Elise
  • Maserati MC12
  • Morgan Aero 8
  • Mosler MT900R
  • Nissan 350Z
  • Porsche 993 GT2
  • Porsche 911 Biturbo
  • Porsche 911 GT3 Cup
  • Porsche GT3-RS
  • Porsche GT3-RSR
  • Saleen S7R
  • Seat Toledo GT
  • TVR T400R
  • Viper Competition Coupe

Vejam e principalmente OUÇAM só algumas dessas maravilhas:

 

 

 

 

 

Assim como no rFactor, existem inúmeros carros e pistas para download grátis nas comunidades do game na internet. Não é tão centralizado quanto o rfactorcentral, mas tem dois ou três sites que organizam esses conteúdos. O melhor deles é o NoGripRacing, que além de conteúdos para o GTR2 tem coisas para grande parte dos simuladores existentes.

Ainda hoje é possível encontrar ligas rodando em cima do GTR2 principalmente por causa dos carros, mas ele está perdendo espaço para os simuladores mais novos – que evoluíram bastante suas plataformas multiplayer.

Race07 (2007)

Da mesma produtora do GTR2 (SimBin), foi aguardado com muita expectativa pelos fãs, que esperavam ainda mais modelos que a edição anterior. Mas, para tristeza geral, o game veio com poucos modelos “famosos” e sem os que já tinha anteriormente, como por exemplo as Ferraris, Vipers e Porsches, sendo bastante criticado por isso.

O foco dessa edição foi o WTCC (World Touring Car Championship), que é o campeonato mundial de carros de turismo. Na simulação vieram os carros e pistas das edições de 2006 e 2007, 1987, além da Fórmula 3, Fórmula BMW, os simpáticos Radicais e Caterham’s.

Apesar das críticas à pouca quantidade de carros, a SimBin caprichou na física – bem melhor que a do GTR2 – e no modo multiplayer, que ficou excelente. Para melhorar, a empresa lançou de tempos em tempos uma expansão para o Race07 que acabou revelando qual era a estratégia inicial da produtora com o game: montar uma plataforma para receber expansões dos mais variados gêneros. Até o presente momento, já foram lançadas oito expansões. São elas:

  • GTR Evolution
  • STCC – The Game
  • Race On
  • Formula Raceroom
  • STCC – The Game 2
  • GT Power
  • WTCC 2010
  • The Retro

Acredito que 60% a 70% dos campeonatos que estão correndo atualmente no Brasil estão rodando baseados no Race07 e suas expansões. Ou seja, o negócio é bom mesmo!

A seguir, um vídeo de um brasileiro correndo num servidor gringo. Bem legal pra ver a camaradagem que rola em servidores abertos… hehehehe!

 

GTR Evolution (2008)

Resolvi fazer um menção honrosa ao GTR Evolution (carinhosamente chamado de GTR Evo), pois apesar de ser um pacote de expansão do Race07, ele deu uma bela levantada na moral da SimBin junto aos seus fãs. O motivo? Adivinhem se forem capazes… OS CARROS, é claro!

Vejam só que lista caprichada, somente carros “nervosos”:

GT Pro

  • Aston Martin DBR9
  • Audi R8 GT Concept
  • Corvette C5-R
  • Corvette C6.R
  • Dodge Viper GTS-R
  • Gumpert Apollo GT
  • Koenigsegg CCGT
  • Lister Storm
  • Saleen S7-R

GT Sport

  • BMW M3 GTR
  • BMW M3 GT2 (GT Power Expansion)
  • Corvette C6 GT2
  • Marcos MarcoRelly GTS
  • Mosler MT900R
  • SEAT Toledo GT
  • Spyker C8 Spyder GT2R
  • SunRed SR21

GT Club

  • Aston Martin DBRS9
  • BMW Z4 GTR
  • Dodge Viper Competition Coupe
  • Gillet Vertigo Streiff
  • SEAT Cupra GT

Production Class

  • Audi R8
  • Dodge Viper SRT-10
  • Gumpert Apollo
  • Koenigsegg CCX

WTCC Extreme Class

  • Seat Leon Extreme
  • BMW 320 Extreme
  • Chevrolet Lacetti Extreme
  • Alfa Romeo 156 Extreme

Abaixo, um vídeo de uma liga italiana fazendo uma corrida no circuito de Interlagos. Pra quem não sabe, nosso melhor autódromo é bem querido lá fora e várias ligas gostam de correr “por aqui”.

 

E fechando essa lista, vem o iRacing, o melhor simulador da atualidade.

iRacing (2008)

Desde sua concepção, a proposta do iRacing sempre foi diferenciada. Nele, ao contrário de todos os simuladores – onde vocês adquirem o DVD (ou serial) e fim de papo –, vocês pagam um plano por período, que pode ser mensal, trimestral, anual ou bianual, cada um deles com interessantes descontos.

Feito o plano, vocês terão um pacote básico que tem 6 carros e 9 pistas. Mas aí vem a grande sacada do game: vocês podem adquirir outros carros e pistas pagando mais alguns doletas! Porém, esses conteúdos continuarão atrelados à suas contas mesmo que vocês parem de jogar. Ou seja, quando vocês decidirem voltar a correr, seus carros e pistas adquiridas estarão lá!

Além disso, os carros e pistas no iRacing são escaneados a laser, o que dá uma precisão absurda nos detalhes de cada pista – como ondulações, problemas no asfalto, emborrachamento da pista, sujeira e tudo o mais –, além de simular com perfeição cada movimento dos carros. Na foto ao lado, técnicos escaneiam as curvas do circuito de Long Beach.

Como se não bastasse, o iRacing também resolveu outro problema antigo do AV: corridas contra estrangeiros. Geralmente, se você não corre em uma liga do seu país, vai acabar se deparando com gente que só quer bagunçar nos servidores, correr na contramão, te jogar pra fora da pista e outras atrocidades – além de um problema chato chamado Ping (tempo de comunicação entre o servidor e seu PC) .

No iRacing existe um sistema de licença de piloto, onde você vai melhorando ou piorando seu ranking a cada corrida. Se você pisa na grama, roda ou toca em outro carro, você vai perdendo pontos, assim como vai ganhando pontos com ultrapassagens limpas, voltas rápidas e completando corridas sem errar. Assim, o iRacing criou um sistema onde você só corre com gente do seu nível, ou seja, as corridas são sempre muito equilibradas e respeitosas nas disputas de posição, pois além de organizar pela categoria eles também selecionam os pilotos por região, baixando assim o Ping e deixando as corridas lisas, como se fossem reais. E detalhe: se você não tiver um determinado nível em sua licença de piloto, você não conseguirá adquirir certos carros. Ou seja, um principiante não irá correr de F1, por exemplo. Interessante, né?

E claro, com tudo isso não poderia faltar um grande painel, com o histórico do piloto, estatísticas e tudo o que um piloto virtual gostaria de saber.

Abaixo, uma imagem do perfil de um piloto no iRacing (não achei nenhuma mostrando as estatísticas mesmo – e pasmem, a minha conta eu esqueci de pagar e venceu a licença!):

Vejam a lista completa de carros do iRacing:

Carros

  • Chevrolet – Impala SS
  • Riley MKXX – Daytona Prototype
  • Williams F1 – FW-31
  • Ford – V8 Supercar
  • Dallara – Indycar
  • Chevrolet – Silverado
  • Chevrolet – Corvette C6R
  • HPD ARX – 01C
  • Chevrolet – Monte Carlo SS
  • Ford – GT
  • Lotus 79
  • Tour Modified
  • Mustang FR 500S
  • Star Mazda
  • Sk Modified
  • Volkswagen – Jetta TDI
  • Skip Barber – Formula 2000
  • C&R Racing – Silver Crown Car
  • Mazda – MX5 Cup
  • Radical – SR8 V8
  • Sprint Car
  • Mazda – MX5 Roadster
  • Ford – Spec Racer
  • Legends Car – Ford 34′ Coupe
  • Pontiac – Solstice
  • JR Motorsports – Street Stock

E não poderia faltar, obviamente, o gameplay do iRacing! Ouçam a ação dos pneus e vejam como é diferente o comportamento dos outros simuladores.

 

E pra finalizar, esse é um videozinho meu de uma ultrapassagem dupla que fiz em laguna seca… =]

 

Bônus

Só pra deixar vocês na vontade, vou deixar aqui dois vídeos: o primeiro, da disputa que tive com João Carlos Nóbrega, um antigo amigo e corredor de AV, e o segundo de uma das corridas mais legais que participei. O simulador aqui era o GTR2, e em ambos eu era a BMW branca.

 

Nos próximos posts, vou falar do futuro do Automobilismo Virtual, sobre as transmissões ao vivo das corridas e sobre a chegada dos pilotos reais aos simuladores – além de um post especial de como você deve fazer para começar a correr. Não percam! ;-)

4 Comentários

  1. Bruno

    Muito bom! o rFactor foi o único que joguei! É muito real e muito difícil controlar o carro em alta velocidade, pontos de freada, etc. To curioso é pro próximo post! hahaha



  2. Fabio Paes

    Belo post Galvão! mto bom.



  3. Po, excelente o post! Resumão bacana dos simuladores que usamos hoje. Quando alguém perguntar sobre, vou mandar esse link pra depois tentar explicar algo ;)

    Vai fazer dos futuros sims que já estão em alpha ou beta? rF2 e Project CARS?



    • Renato Galvão

      Exatamente Felipe! Vou abordar principalmente esses dois e demais projetos que eu encontrar por aí… =]

      Valeu!

      PS: Bem bacana a história da tua liga! Atualmente corro na http://www.speedv.com.br



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Voltar

Recent Activity