Adobe matando o Flash? Mais um caso de especulação!

Hoje, 9 de novembro de 2011, a Adobe fez um anúncio dizendo que não investirá mais no plug-in do flash para mobile, o nosso não tão querido Flash Lite.

Fez muito bem por sinal, tanto por realmente ser uma “feature” praticamente inútil em celulares (performance/tamanho de tela/Flash não foi feito para funcionar em mobile), como também por ser responsável pelas comparações mais erradas possíveis sobre o Flash.

É muito comum, por exemplo, encontrar vídeos onde pessoas abrem um site em Flash no celular para mostrar o plug-in rodando – justamente aquele sites que foram feitos pensando em experiência, funcionando de forma “bisonha”. Palmas, então, para a Adobe pela sua sensatez.

O fim do Flash?

Em contrapartida, muitas vaias para alguns jornalistas pela sua total falta de responsabilidade (e falta de apuração sobre o assunto) antes de sair publicando. Vaias também por sua capacidade de desinformar um mercado já “desinformado”, apresentando títulos e matérias extremamente distorcidos e tendenciosos. Veja alguns exemplos práticos:

UOL: Adobe mata Flash para investir em tecnologia defendida pela Apple

Read Write Web: Steve Jobs Wins: Adobe to Give Up Mobile Flash for HTML5

Para notar o quanto esta segunda matéria é “séria”, veja a observação que o cara insere no fim do texto: [Note: This post was written in a hurry but delayed until Flash and AIR apps on my Mac could be force quit. It's running much better now.]

O Estadão deixou um título sensacionalista em sua capa – é o “fim da linguagem Flash” –, explicando o contexto correto apenas na matéria completa:

Apesar da ótima decisão, talvez a Adobe não tenha pensado que isso seria um prato cheio para distorções e matérias sensacionalistas. Cetamente reportagens desse tipo irão gerar muita dor de cabeça para gerentes de projeto de várias agências e produtoras digitais.

Atentem-se ao título oficial da matéria da Adobe sobre a “morte do Flash”:

Flash to Focus on PC Browsing and Mobile Apps; Adobe to More Aggressively Contribute to HTML5

Jornalistas, saiam da caverna! Lembram do Platão?

5 Comentários

  1. Fabio Paes

    Estratégia – aparentemente – inteligente da Adobe focando nos próximos anos. O mercado mobile está em crescimento exponencial, o Flash ainda é a melhor ferramenta para proporcionar as melhores experiências ricas e agora temos o Stage 3D claramente focado em games e interações mais pesadas nos Desktops.

    Resumindo:

    - Não teremos mais Flash Player para o BROWSER em dispositivos MOBILE;

    - Continuaremos tendo o desenvolvimento e aprimoramento do AIR, que permite criar APLICATIVOS para esses mesmos dispositivos mobile, área que está em crescimento exponencial, logo era de se esperar algum passo nessa direção por parte da Adobe;

    - Continuaremos tendo o desenvolvimento e aprimoramento do Flash Player para browsers em DESKTOPS, continuando a focar mais em experiências ricas como por exemplo games ou hotsites interativos;

    Acho que também foi um passo para reforçar as reais qualidades do Flash. O HTML5 possui suas qualidades … com certeza proporcionar experiências ricas – ainda – não é a melhor delas.



  2. Bruno

    O mundo muitas vezes cospe no prato que comeu.



  3. Hector

    A adobe fez muito bem, nunca entedi aquele feature do android de “roda sites em flash” os conteúdos flash foram criados para desktop nunca iam rodar bem em mobile.

    Agora o sensacionalismo tava forte ontem mesmo e pensar que eles podiam ter acertado só colocando uma palavra a mais no título.



  4. Lúcio Kleber

    Você disse: “o nosso não tão querido Flash Lite.”

    Por favor, me diga que isso foi irônico.



  5. Bom post. Realmente esses “portais de notícias” estão decaindo cada vez mais. Por mais pageviews estão “informando” cada vez menos, superficialmente e de maneira tendenciosa.

    Quando se trata de coisas sobre tecnologia o melhor a fazer é buscar blogs que sejam específicos de um assunto, de gente que trabalhe com isso, bem técnicos mesmo (o que não é o caso do Estadão e UOL, p. ex.). Porque o que se anda lendo por aí não está para brincadeira…



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Voltar

Recent Activity